EXCELÊNCIA EM QUALIDADE

EXCELÊNCIA EM QUALIDADE

sexta-feira, 24 de abril de 2015

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR DESMONTAM PONTO DE TRÁFICO NA ZONA RURAL DE ULIANÓPOLIS

 
As Polícias Civil e Militar capturaram, nesta segunda-feira, 20, por tráfico de drogas, o cearense Francinaldo de Souza Silva, 37 anos, que foi flagrado no momento em que praticava o crime, na área da Invasão da Corrente, zona rural de Ulianópolis, nordeste paraense. Sob coordenação do delegado Pedro Rolim Neto, a operação policial foi realizada durante a madrugada, em decorrência de uma denúncia anônima sobre o comércio de drogas ilegais no local. Natural de Campos Sales (CE) e comerciante de profissão, o preso é dono de um pequeno bar (boteco), situado no mesmo endereço em que mora, na Rua Liomar Resende. O comércio, porém, era usado para disfarçar o esquema de venda de drogas na cidade paraense.
Apreensões e preso em flagrante
Apreensões e preso em flagrante
Durante revista na casa, uma bolsa feminina foi averiguada pelos policiais. Dentro dela, foi encontrada uma balança digital de precisão, ferramenta característica que quase sempre é encontrada em pontos de tráfico de drogas, por ser usada na pesagem dos entorpecentes. Logo em seguida, durante a revista no imóvel, foram encontrados 180 gramas de maconha prensada dentro de uma sacola plástica. Mas no local não havia apenas drogas. Uma munição para revólver calibre 38 intacta foi também encontrada.
Francinaldo foi levado para a Delegacia do município, para ser autuado em flagrante pelos crimes previstos no artigo 33, da Lei nº 11.343/2006, por tráfico de entorpecentes, e artigo 12, da Lei nº 10.826/2003, por posse ilegal de munição de uso permitido por Lei. A prisão foi comunicada à Comarca Judiciária de Ulianópolis, e ao Ministério Público e à Defensoria Pública do Estado. De acordo com o delegado, o preso confessou já ter sido preso anteriormente por tráfico de entorpecente, em Itinga do Maranhão (MA), e encaminhado, na época, para a Delegacia Regional de Açailândia, no Maranhão, de onde fugiu. 
Ele foi preso três meses depois no município de Dom Eliseu, no Pará, onde ficou custodiado na cadeia local por mais de três meses, até ser transferido para Açailândia. Ele ficou preso por quatro meses e depois foi colocado em liberdade provisória sob termo de compromisso determinado pela Justiça maranhense. Ele, então, retornou ao Pará, onde passou a praticar a venda de drogas em Ulianópolis.         

CORPO DO DESEMBARGADOR FELÍCIO PONTES É SEPULTADO EM BELÉM


Foi sepultado ontem, em Belém, o corpo do desembargador aposentado Felício Pontes. Ele morreu na quarta-feira, 22, no Rio de Janeiro, onde estava internado para o tratamento de pneumonia.
Felício Pontes nasceu em abaetetuba em 27 de janeiro de 1933. Ele foi nomeado desembargador em 1997 e se aposentou em 2003, ao completar 70 anos anos.

Era casado com a Desembargadora Climeniè Bernadette de Araújo Pontes, Presidente do TJPA no biênio 2001-2003, e deixa 3 filhos.Pontes foi presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Pará entre o dia 2 de janeiro de 2003 e 26 de janeiro de 2003. Pontes também atuou como presidente do Conselho Deliberativo do Clube do Remo, seu time do coração.

De acordo com o Tribunal de Justiça do Pará, ele havia viajado para o Rio com a família e lá contraiu gripe, mas o quadro se agravou e o desembargador não resistiu.O filho do desembargador, o procurador da república Felício Pontes Júnior, foi para o Rio de Janeiro para providenciar o traslado do corpo, que deve chegar em Belém na quinta-feira (23). Ainda não há informação sobre o velório.

segunda-feira, 20 de abril de 2015

ACUSADO DE ASSASSINAR O PAI DA ATRIZ GLOBAL ISABELLE DRUMOND É CONDENADO A 20 ANOS DE PRISÃO



Foi condenado a 20 anos de prisão o homem que confessou a participação no assassinato do pai da atriz Isabelle Drumond, que interpretava a Emília no Sítio do Pica-Pau Amarelo. Thiago Filgueira de Nóbrega, 20 anos, foi acusado de latrocínio (roubo seguido de morte). O crime ocorreu em fevereiro deste ano. Outros dois acusados, Francisco Heronaldo Rodrigues e Carlos Alberto Soares, continuam foragidos.
O crime aconteceu em 26 de fevereiro, em Piratininga, na região oceânica de Niterói, por volta das 14h. De acordo com a denúncia do Ministério Público, Fernando Luiz Drumond foi abordado por uma moto CG 125, marca Honda. Nesse momento Nóbrega e um segundo suspeito, identificado como Francisco Heronaldo Rodrigues, seguiram o pai da atriz até uma agência bancária da região. A vítima foi rendida depois de estacionar seu veículo. Segundo o MP, a intenção era roubar R$ 7 mil que ele levava para depósito.  Nóbrega atirou na cabeça de Drumond, que morreu no local. Os assaltantes acabaram fugindo sem levar nada. A informação sobre o valor levado pela vítima ao banco teria sido repassado ao bando pelo terceiro acusado, Carlos Roberto Soares. A decisão foi tomada no dia 17 pelo juiz João Ziraldo Maia, da 2ª Vara Criminal da Comarca de Niterói.  Prisão

 Nobrega foi preso depois que uma denúncia anônima foi recebida por policiais no dia 2 de março, às 21h30. Ele estava escondido em um trailer na rua Getúlio Vargas, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, no Rio. O assassinato de Fernando Luiz Drummond Xavier, pai de Isabelle Drummond, durante um assalto em fevereiro de 2007, parece ter sido enfim solucionado.


À coluna Retratos da Vida, do jornal Extra, dona Damir disse que a família tem evitado saber notícias sobre o assunto e que preferiram deixar tudo nas mãos da Justiça.

"Não estou sabendo de nada. Eu não acompanho essa história há muito tempo, deixei issso por conta da Justiça. E nós preferimos não falar mais desse assunto. Já tem muitos anos... A Justiça já está fazendo a parte dela, e eu prefiro nem saber, não procuro mais sobre isso", disse ela.

Gerente de posto de gasolina em Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro, onde mora a família, o pai de Isabelle tinha 45 anos quando foi assassinado com dois tiros no rosto durante uma tentativa de assalto.

MPF PEDE A PRISÃO DO EX-PREFEITO DE BELÉM, DUCIOMAR COSTA

Prefeitura não comprovou aplicação de mais de R$ 600 mil em sistema de esgoto na ilha do Mosqueiro



O Ministério Público Federal (MPF) denunciou o ex-prefeito de Belém Duciomar Gomes da Costa, o ex-diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Belém (SAAEB) Raul Meireles do Vale e cinco empresários pelo desvio de R$ 607 mil em recursos federais. Encaminhada à Justiça Federal na última quinta-feira, 16 de abril, a denúncia pede que os acusados sejam condenados a pena de dois a doze anos de reclusão.

Segundo a ação, assinada pela procuradora da República Meliza Alves Barbosa Pessoa, as irregularidades foram encontradas em convênio assinado em 2004 entre a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e o município de Belém. O convênio previa a implantação de sistema de coleta e bombeamento de esgoto sanitário da área do Pantanal, localizada no distrito de Mosqueiro, na capital paraense.
A construtora Arteplan foi contratada pela prefeitura em 2005. Em 2006, a Funasa encaminhou os recursos, mas o então prefeito prestou contas de forma incompleta. Não foram encaminhados todos os documentos exigidos pela Funasa, principalmente os relacionados ao cronograma do projeto e ao processo de licitação para contratação da construtora. Além disso, em 2007 uma vistoria da Funasa constatou que a obra tinha sido paralisada. Apenas 30,99% do serviço foi realizado.

A Funasa, então, não aprovou as contas apresentadas pela prefeitura de Belém. Duciomar Costa chegou a apresentar os documentos faltantes, mas um parecer definitivo da Funasa voltou a considerar irregular a prestação de contas, tendo em vista a paralisação da obra e o baixo percentual de sua execução. “Conclui-se que os recursos repassados pela Funasa à prefeitura municipal de Belém, conquanto integralmente sacados da conta bancária pertencente à municipalidade a pretexto da execução do objeto conveniado, não foram empregados na implantação do sistema de esgoto, já que menos de um terço da obra foi realizada e dado o estado de abandono verificado 'in loco'”, critica a procuradora da República na ação.
A prefeitura chegou a devolver à Funasa o valor dos recursos desviados. No entanto, para o MPF essa devolução só teria sido válida se os recursos devolvidos fossem dos acusados, e não dos cofres da prefeitura. “Dita devolução, entretanto, operada com dinheiro proveniente dos cofres públicos municipais, às custas da prefeitura de Belém, não tem o condão de descaracterizar o crime do art. 1º, inciso I do Decreto-Lei nº 201/67, uma vez que o tipo penal tutela a moralidade administrativa no exercício da função pública de prefeito, punindo a conduta de desvio, independentemente de seu resultado”, diz o MPF.

Além da denúncia criminal ajuizada na quinta-feira, em 2009 o MPF já havia entrado na Justiça com ação por improbidade administrativa contra Duciomar Costa devido à não conclusão das obras de esgotamento sanitário no Mosqueiro. Na sentença do caso, publicada em 2013, a Justiça Federal suspendeu os direitos políticos do ex-prefeito por cinco anos aplicou multa de R$ 50 mil. Costa recorreu contra a decisão no Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília, e aguarda novo julgamento.

 

 

domingo, 19 de abril de 2015

NOS PENALTIS, REMO DESPACHA O PAYSANDU E ESTÁ NA FINAL DA COPA VERDE

 

 
A primeira partida da final da Copa Verde será em 29 de abril
Reprodução
A primeira partida da final da Copa Verde será em 29 de abril
O Remo mostrou sua força diante do rival Paysandu, neste sábado, ao conquistar a vaga para a final da Copa Verde, em casa. Com a derrota para o Papão na ida por 2 a 0, a equipe entrou em campo precisando da vitória por ao menos dois gols de diferença para levar o jogo para os pênaltis. E foi exatamente isso que aconteceu, com a equipe saindo vitoriosa.
Enquanto o Papão chegou embalado pela vitória de 9 a 0 sobre o São Francisco, pelo Campeonato Paraense, o Remo chegou desgastado pelo confronto com o Atlético-PR na Copa do Brasil, em que foi eliminado nos pênaltis. Mas a situação vista dentro de campo, neste fim de semana, foi inversa.
O Paysandu atuou de forma apática, sem apresentar os contra-ataques que se tornaram o ponto forte da equipe. Apesar da partida na quarta-feira, o Remo não poupou esforços, com Rony decisivo no setor de criação do time. Dadá abriu o placar aos 40 minutos do primeiro tempo, enquanto Silvio levaria o jogo para os pênaltis ao marcar nos 42 minutos finais da partida.

O jogo - Logo aos dois minutos, o Remo armou o contra-ataque após Marlon perder uma bola no meio do campo. Apesar da investida, a zaga do Paysandu conseguiu bloquear o lance. Aos 10 minutos, Rony criou uma boa chance para os anfitriões, rolando para Bismark na grande área. O jogador, no entanto, errou na finalização e mandou a bola para fora. Pouco depois, Rony arriscaria de dentro da área, com a zaga do Paysandu tirando a bola próxima do gol.

Com 20 minutos, Rony criou mais uma oportunidade. O atleta driblou a marcação e cruzou para a área. Emerson, no entanto, defendeu dois lances consecutivos nas tentativas do Remo de marcar. O gol acabou saindo aos 40 minutos. Dadá chutou de longe, abrindo os marcadores para o time da casa. Sem conseguir se recompor, o Paysandu se fechou ao fim do primeiro tempo, sem permitir que o adversário avançasse dentro da área novamente.

Na segunda etapa, o Paysandu manteve a equipe mais recuada, aguardando pelas chances de contra-ataque. Já o Remo demonstrou maior ofensividade que nos 45 minutos iniciais, jogando com o elenco todo à frente. Aos 15 minutos, Rony passou pela marcação para cruzar rasteiro na área, na primeira chance da etapa complementar. A zaga do Papão realizou o corte, frustrando os planos dos anfitriões de ampliarem a vantagem. Com 23 de jogo, Val Barreto subiu na área, mas errou o cabeceio e perdeu mais uma chance para sua equipe.

Aos 37, o Paysandu conseguiu chegar na área adversária pela primeira vez. Carlinhos avançou sozinho e arriscou o chute, mandando a bola para fora. Aos 43, porém, o Remo conseguiu ampliar os marcadores. Silvio aproveitou um rebote na grande área e marcou o segundo da partida, levando o a decisão da vaga na final para os pênaltis.

Recife começou a cobrança fazendo o seu pelo Paysandu. Val Barreto manteve a igualdade, mas Carlinhos, na segunda cobrança do Papão, mandou a bola na trave. Na sequência, Dadá, Radamés, Bismark, Bruno Veiga, Max e Leandro Canhoto converteram bem as penalidades. Por fim, Levy conseguiu colocar a bola dentro do gol e garantiu o Remo na final da Copa Verde.

MOTORISTA MORRE EM GRAVE ACIDENTE ENTRE OS MUNICÍPIOS DE ULIANÓPOLIS E PARAGOMINAS


Motorista que ainda não foi identificado perdeu uma das pernas no acidente.
 
Um grave acidente envolvendo duas carretas e um ônibus da empresa Modelo,  ocorrido na manhã de ontem, entre os municípios de Paragominas e Ulianópolis na BR 010, deixou saldo de um morto e vários feridos.
 
Agora a pouco, a assessoria de imprensa do Hospital Regional Público do Leste (HRPL), em Paragominas, informou sobre estado de saúde de três pacientes vitimas de acidentes transferidos para atendimento no HRPL. Eis a íntegra da nota :
 
1- Osmar Machado Lima, 22, residente em Castanhal- Cobrador do ônibus. Estado estável e em observação.
 
2- Maicon Ribeiro Rodrigues, 23, residente em Castanhal- Estado grave, mas estável. Passou por procedimento cirúrgico devido lesão grave abdominal e múltiplas fraturas de membros superiores e inferiores. Permanece internado da UTI.3-  Luiz Roberto Serrador, de São Paulo, motorista carreta. Foi a óbito. Sua família já foi informada. VEJA ABAIXO AS FOTOS DO ACIDENTE :





 

 
 
 

DECISÃO INÉDITA COLOCA NA UNIVERSIDADE JOVEM QUE ESTUDOU EM CASA

MATEUS LUIZ DE SOUZA – Folha de S. Paulo

Após quatro anos, Lorena Dias, 17, voltará a ter colegas de classe. De 2011 a 2014, ela estudou em casa, com os pais no lugar dos professores. Agora, acaba de se matricular na faculdade graças a uma vitória na Justiça.O Tribunal Regional Federal da 1ª Região, com sede em Brasília, concedeu liminar favorável à jovem para que ela obtenha o certificado de conclusão de ensino médio.O IFB (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia) e o Inep (instituto ligado ao MEC), que emitem o documento, ainda podem recorrer.

Trata-se de decisão inédita no país, segundo Alexandre Magno, diretor jurídico da Aned (Associação Nacional de Educação Domiciliar).No final do ano passado, Lorena foi aprovada em jornalismo em Brasília, onde mora. Para ingressar no curso, prestou o ENEM. Desde 2012 o Ministério da Educação permite que o desempenho na prova seja utilizado como certificado. Lorena tirou a pontuação necessária, mas foi impedida de obtê-lo por ser menor de idade, um dos requisitos. Foi então que ela entrou na Justiça.

A jovem frequenta as aulas desde de março. Ela relata não ter problemas de sociabilidade por causa da educação domiciliar -uma crítica comum de especialistas a essa forma de ensino. Fui eleita a representante da turma já na primeira semana, diz.Lorena saiu da escola porque, segundo ela, sofria bullying e os pais estavam preocupados com as greves e a presença de drogas no colégio em que estava matriculada, em Contagem (MG).Ao menos 2.000 famílias praticam ensino domiciliar, segundo a Aned. Ao contrário dos Estados Unidos, no Brasil a prática não é regulamentada. Assim, não há consenso sobre sua legalidade.

sexta-feira, 17 de abril de 2015

"NÃO QUERO UMA FRASE EM DEFESA DELE" DISSE DILMA PARA OS SEUS MINISTROS EM RELAÇÃO A PRISÃO DO EX-TESOUREIRO DO PT, JOÃO VACCARI

Por Lauro Jardim


No fim do ano passado, em uma reunião na Granja do Torto com Rui Falcão, Dilma Rousseff falou, pela enésima vez, cobras e lagartos de João Vaccari Neto. Dilma nunca confiou em Vaccari e, naquela ocasião, reforçou que, por ela, Vaccari devia ser imediatamente retirado da Secretaria de Finanças do partido.

Preocupado com a veemência da presidente, Rui Falcão argumentou que a defesa de Vaccari era, no fundo, a defesa do partido – postura que Falcão mantém até hoje e que ficou explícita na nota em defesa do tesoureiro divulgada à tarde.

Falcão fez, em seguida, na mesma reunião, um apelo a Dilma. Pediu que ela evitasse criticar Vaccari, mesmo que reservadamente, para que ele não se enfraquecesse ainda mais.
Até hoje de manhã, o apelo de Falcão foi atendido. Após ser avisada por José Eduardo Cardozo da prisão de Vaccari, Dilma reuniu os ministros do PT mais próximos a ela e orientou qual seria a postura do governo:
- Não quero uma frase em defesa do Vaccari.

Fonte: Veja

quinta-feira, 16 de abril de 2015

PROMOTORA DE ULIANÓPOLIS NÃO COMPARECE A AUDIÊNCIA E PROCESSO CONTRA EVANDRO CORRÊA É ARQUIVADO

Compareci na manhã de hoje no Tribunal de Justiça para a audiência de Instrução e julgamento de uma ação indenizatória movida pela promotora de Ulianópolis, Maria Claudia Vitorino Gadelha, que se sentiu ofendida pelas ácidas críticas feitas a atuação da mesma como representante do MP, publicadas no BLOG DO EVANDRO CORRÊA. Para minha surpresa, a promotora não deu as caras na audiência e sequer justificou sua ausência, motivo pelo qual o processo foi EXTINTO.

Com efeito, a liminar que determinou a retirada das postagens supostamente ofensivas perdeu o efeito, e as mesmas serão novamente publicadas no Blog. Meu advogado, e o advogado do Sindicato dos Jornalistas ingressarão nos próximos dias com uma ação reparatório por danos morais contra a promotora.

Nesta postagem, faço absoluta questão de frisar que NÃO TENHO NADA CONTRA a pessoa Maria Claudia Gadelha, como quis fazer crer a justiça a promotora. Na verdade, minhas críticas são direcionadas a inércia da representante do Ministério Público em Ulianópolis, cargo ocupado por Maria Gadelha. Hoje, constatei com tristeza que a ilustre representante do Parquet, não age sequer em causa própria, (ela faltou em uma audiência provocada por ela mesma), quiçá em casos envolvendo os problemas da comunidade e os assaltos aos cofres públicos perpetuados diariamente por uma família de bandidos, que deitam e rolam na prefeitura, sem serem incomodados pelo Ministério Público, que obviamente inexiste em Ulianópolis.

Várias denúncias foram encaminhadas a promotora, sendo que a grande maioria não mereceu a atenção de Maria Gadelha. Eu mesmo, apelei ao procurador Nelson Medrado, em Belém, diante da indiferença da promotora as denúncias relacionadas a família Resende. Tudo o que queria é que as denúncias fossem apuradas, afinal, pago meus impostos e também ajudo a pagar o gordo salário da representante do parquet, que, ao meu ver, tem a obrigação, vez que está investida no cargo de fiscal da lei, de investigar quaisquer denúncias, mesmo que tenham vindo do Evandro, do Zé, do João, da Maria ou do Pedro.

No triste episódio da prisão de 11 pessoas que depredaram a prefeitura, quando a promotora pediu a custódia dos supostos envolvidos com base na sombria Lei de Segurança Nacional, talvez Maria Gadelha não saiba que alguns dos presos seguem com sequelas irreparáveis, fruto dos meses terríveis passados na prisão. Um dos presos, inclusive, contraiu sérios problemas mentais , foi abandonado pela família e hoje perambula pelas ruas. Será isso uma forma de justiça???

Encerro este comentário lamentando que a promotora Maria Gadelha escreve um triste capitulo da história do MP em Ulianópolis, negando direitos a uma comunidade que carece de absolutamente tudo, inclusive uma palavra que deveria existir nos atos de qualquer representante do MP: JUSTIÇA.  

 

 

 

MENINA DE SEIS ANOS MORRE VÍTIMA DE DENGUE HEMORRÁGICA EM BELÉM

Uma menina de seis anos morreu após contrair dengue hemorrágica, em Belém. A criança deu entrada em um hospital particular da capital no dia 6 de abril e no primeiro momento foi diagnosticado com virose. Os familiares contam que pode ter havido negligência médica no caso. A menina morreu na sexta-feira (10).A Secretaria Estadual de Saúde do Pará (Sespa) confirmou o caso.
Familiares contam que o primeiro diagnóstico foi o de virose, a criança foi medicada e hidratada com soro, em seguida foi liberada para se tratar em casa. O tio da menina, Aniel Lima, afirma que nenhum exame foi feito para diagnosticar a doença e não descarta negligência médica. “
Se tivessem feito um hemograma completo nela para ver como é que estavam as plaquetas, leucócitos, tudo certo, com certeza teria evitado essa tragédia”, diz.

Os dados da Secretaria Estadual de Saúde apontam que os casos de dengue diminuíram em relação ao mesmo período de 2014. Mas a Sespa alerta que por causa do período chuvoso, a população precisa ficar atenta.“Não é porque reduziu que a gente não corre riscos. Tento o foco, a gente sempre tem o risco de ter o Aedes e com a preocupação maior porque tem dengue e febre chikungunya”, explica Aline Carneiro, coordenadora do controle de dengue. A dengue é uma doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Os principais sintomas são: febre alta, forte dor de cabeça, manchas na pele e dores nos ossos e nas articulações.

Casos

 Belém é o local onde há mais registros da doença, já são 214 casos. Os bairros com maior foco de dengue são: Sacramenta, Pedreira, Marco, Cidade Velha e Guamá. Já em Altamira, o segundo município com maior índice, com 128 registros. A cada 100 casas visitadas pelos agentes de endemias no bairro Alto Polina, todas tinham criadouros do mosquito transmissor da doença.
A Sespa iniciou ações nesses bairros para combater a dengue. “A gente está fazendo parcerias com o município de Belém para fazer uma atividade com borrifação intra e extra domiciliar. A população não deve relaxar, cada pessoa tem a sua responsabilidade”, afirma Aline.
Para os pacientes que apresentam os sintomas da dengue hemorrágica, a secretaria recomenda que sejam feitos todos os exames para descartar o tipo da doença ou, se diagnosticado, tratar adequadamente do caso. Na próxima semana, de acordo com a Sespa, deve começar a borrifação nos cinco bairros de Belém que mais registrara o caso de dengue

JORNALISTA É AMEAÇADO DURANTE COBERTURA DE GREVE EM BELÉM

Uma equipe de jornalismo da TV Liberal foi ameaçada e intimidada por um grupo de professores quando fazia a cobertura do protesto da categoria em frente ao prédio do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA), na manhã desta quinta-feira (16), em Belém. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp) disse que lamenta o episódio e que a atitude de um grupo não representa a conduta do Sindicato, e pediu desculpas pelo ocorrido.
O repórter cinematográfico Natanael Rodrigues fazia imagens da manifestação quando foi surpreendido pela hostilidade de um grupo, que avançou em direção ao cinegrafista e ao seu auxiliar, intimidando-o e ameçando de agressão. O repórter manteve a câmera ligada durante o tempo todo e registrou quando algumas pessoas tentaram colocar a mão diante das lentes, na tentativa de impedir a equipe de gravar as imagens do protesto.

Os professores da rede de ensino estadual, em greve desde o dia 25 de março deste ano,  fizeram uma manifestação interditando uma das pistas da avenida Almirante Barroso, em frente ao Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA), em Belém, entre 11h30 e meio-dia nesta quinta-feira. Eles protestaram contra a decisão da desembargadora Gleide Pereira de Moura, que considerou a greve abusiva na última terça-feira (14), determinando que a categoria, que está em greve desde o dia 25 de março, voltasse ao trabalho.

Os professores foram atendidos por assessores da desembargadora e protocolaram um recurso pedindo a revisão da decisão que determinou a abusividade da greve. Eles também pedem uma audiência de conciliação para poder dialogar com o judiciário e poder público.

ADVOGADO É ALVO DE ATENTADO EM ITAITUBA

A polícia abriu inquérito para investigar a tentativa de intimidação contra o o advogado Alessandro Campos Batista, em Itaituba, sudoeste do Pará. O carro dele foi encontrado com três perfurações de bala nesta quinta-feira (16).

O veículo estava estacionado na garagem do advogado. Também foi encontrado um bilhete confeccionado com recortes de jornal, cujo texto ameaçava outro advogado do município. Os dois profissionais já prestaram depoimento. A polícia tenta localizar imagens do local. A Ordem dos Advogados do Brasil Seção Pará acompanha o caso e pediu agilidade nas invetigações

quarta-feira, 15 de abril de 2015

TESOUREIRO DO PT É PRESO EM CASA, NA SEGUNDA FASE DA OPERAÇÃO LAVA JATO

O tesoureiro do PT João Vaccari Neto na CPI da Petrobras

Rio de Janeiro - A Polícia Federal prendeu nesta quarta-feira o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, em mais uma fase da operação Lava Jato, que investiga esquema bilionário de corrupção envolvendo a Petrobras, empreiteiras e partidos políticos, informou a mídia nesta quarta-feira.
Em nota, a PF informou que foram cumpridos um mandado de busca e apreensão, um mandado de prisão preventiva, um mandado de prisão temporária e um mandado de condução coercitiva na 12ª etapa da operação.

De acordo com veículos de comunicação, Vaccari foi preso em casa, em São Paulo, e será levado pela PF para Curitiba, onde estão concentradas as investigações da Lava Jato.
Vaccari responde a processo relacionado à Lava Jato sob acusação de receber doações para o PT oriundas de propinas pagas por empreiteiras para a obtenção de contratos com a Petrobras.
Segundo o Ministério Público Federal, o tesoureiro do PT tinha conhecimento da origem ilícita das doações. Vaccari e o partido negam as acusações.

Em depoimento à CPI da Petrobras na semana passada, Vaccari negou ter tratado das finanças do partido com executivos da Petrobras investigados no caso de corrupção na estatal, além de afirmar mais de uma vez que não cuidou da parte financeira da campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff.
Rio de Janeiro - A Polícia Federal prendeu nesta quarta-feira o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, em mais uma fase da operação Lava Jato, que investiga esquema bilionário de corrupção envolvendo a Petrobras, empreiteiras e partidos políticos, informou a mídia nesta quarta-feira.
Em nota, a PF informou que foram cumpridos um mandado de busca e apreensão, um mandado de prisão preventiva, um mandado de prisão temporária e um mandado de condução coercitiva na 12ª etapa da operação.
De acordo com veículos de comunicação, Vaccari foi preso em casa, em São Paulo, e será levado pela PF para Curitiba, onde estão concentradas as investigações da Lava Jato.
Vaccari responde a processo relacionado à Lava Jato sob acusação de receber doações para o PT oriundas de propinas pagas por empreiteiras para a obtenção de contratos com a Petrobras.
Segundo o Ministério Público Federal, o tesoureiro do PT tinha conhecimento da origem ilícita das doações. Vaccari e o partido negam as acusações.
Em depoimento à CPI da Petrobras na semana passada, Vaccari negou ter tratado das finanças do partido com executivos da Petrobras investigados no caso de corrupção na estatal, além de afirmar mais de uma vez que não cuidou da parte financeira da campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff.

JORNAL O LIBERAL QUARTA FEIRA 15 DE ABRIL DE 2015


segunda-feira, 13 de abril de 2015

JOSE CARLOS ZAVARIZE E JOSEANE SOUSA PARTICIPAM DE REUNIÃO COM O SENADOR FLEXA RIBEIRO EM BELÉM

A convite do senador Flexa Ribeiro, do PSDB, o ex-prefeito de Ulianópolis, José Carlos Zavarize e a advogada Joseane Sousa, do PPS, se reuniram na manhã de hoje para uma demorada conversa no gabinete do senador paraense em Belém.

A principal pauta da reunião foi a conjuntura política de Ulianópolis e o cenário para as eleições de 2016. A conversa transcorreu em clima descontraído e de muita cordialidade.

domingo, 12 de abril de 2015

DEU NO BLOG DO JESO : LIMINAR DO TSE GARANTE RETORNO DA PREFEITA DE BELTERRA AO CARGO

 

Dilma SerrãoO TSE (Tribunal Superior Eleitoral) concedeu uma liminar cautelar, permitindo que Dilma Serrão (PT – foto) retorne ao cargo de prefeita de Belterra.
A decisão do ministro Admar Gonzaga.
Dilma estava afastado do cargo desde terça-feira (7), após decisão do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Pará rejeitando os embargos de declaração ajuizado pela defesa da petista.
O TRE cassou o mandato de Dilma e do vice-prefeito por suposto crime eleitoral cometido na eleição de 2012.
O segundo colocado do pleito, Doutor Macêdo (DEM), assumiu o cargo.

Conforme o advogado Dilton Tapajós, a prefeita vai aguardar a notificação da decisão à Justiça Eleitoral em Santarém para reassumir o cargo, o que pode ocorrer amanhã (10) ou na segunda-feira (13).

HOMEM QUE ESTUPROU A FILHA DE 14 ANOS É TRANSFERIDO PARA O PRESÍDIO DE ITAITUBA

A Polícia Civil transferiu da Delegacia de Rurópolis para o presídio do Centro de Recuperação Regional de Itaituba, por determinação judicial, o preso Deusdete Ferreira dos Santos, 50 anos, agricultor, natural de São Sebastião (GO). Ele estava recolhido na Delegacia de Rurópolis, desde o último dia 18, quando foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, estupro de vulnerável e violência doméstica praticados contra a própria filha de 14 anos. As informações foram divulgadas neste domingo (12).

 Em procedimento lavrado pelo delegado Ariosnaldo da Silva Vital Filho, titular da Delegacia de Rurópolis, o preso foi escoltado pelos policiais civis Hércules dos Santos Araújo e Sérgio Augusto Oliveira da Silva, na viatura da Polícia Civil.

O agricultor foi enquadrado também na lei Maria da Penha, pois ameaçou de morte a própria filha de 14 anos, que ficou sob sua responsabilidade, desde a morte da genitora da adolescente. Na época do fato, a adolescente procurou o Conselho Tutelar local e mediante denúncia foram realizadas diligências por policiais militares, os quais prenderam em flagrante o acusado e o o conduziram até a Delegacia da Polícia Civil, para responder pelo crime.
Ao delegado, a vítima narrou que era violentada durante as noites na própria residência, localizada na zona rural do município, inclusive, certa vez, chegou até ser amarrada na rede durante os abusos. "Não suportando mais o abuso, a adolescente resolveu fugir de casa e denunciar os fatos ao Conselho Tutelar", detalha o policial civil.

 

DEU NO G1 PARÁ VIOLÊNCIA DESENFREADA EM ITAITUBA : DOIS HOMENS ASSASSINADOS NO SÁBADO,11.

A Polícia Civil de Itaituba, sudoeste do Pará, investiga a relação entre duas execuções ocorridas em bairros distintos da cidade, no último sábado (11). De acordo com o superintendente Jardel Guimarães, a motivação dos crimes seria o tráfico de drogas na região.

O primeiro crime ocorreu por volta de 15h, no bairro Jardim das Araras. A vítima foi alvejada com oito tiros em fente à própria casa. Segundo testemunhas, dois homens chegaram de moto e dispararam contra a vítima.
Por volta de 20h, o segundo homem foi baleado, desta vez, no bairro Bela Vista. Novamente uma dupla de motoqueiros foi vista no local. O homem foi atingido com tiros na cabeça.

"Abrimos inquéritos para investigar os crimes, mas há indícios de relação entre as execuções. A motivação deve ser o tráfico de drogas", conta o delegado e superintendente de Itatituba Jardel Guimarães.

quinta-feira, 9 de abril de 2015

SUPREMO SUSPENDE PENSÃO VITALÍCIA DE EX-GOVERNADORES DO PARÁ



O Supremo Tribunal Federal decidiu nesta quinta-feira (9) suspender o pagamento de uma pensão vitalícia concedida a ex-governadores do Pará. Para a maioria dos ministros, o benefício é inconstitucional e deve, por isso, ser interrompido.

A pensão foi instituída na própria Constituição do Pará e o valor correspondia ao salário de um desembargador do Tribunal de Justiça do estado. A ação para derrubar o pagamento foi proposta pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e teve o julgamento iniciado em 2011.

A entidade alegava que, além de não estar previsto na Constituição Federal, a medida contrariava os princípios da impessoalidade e da moralidade na administração pública.
Na ocasião, a relatora do processo, ministra Cármen Lúcia, votou pela suspensão, argumentando que quem não trabalha mais não teria por que ser remunerado.
Na retomada do julgamento, nesta quinta (9), somente o ministro Dias Toffoli votou pela continuidade do pagamento, desde que houvesse comprovação da necessidade e que o valor fosse menor que o salário do governador em exercício.

Os demais ministros que participaram - Luís Roberto Barroso, Teori Zavascki, Rosa Weber, Luiz Fux, Marco Aurélio e Ricardo Lewandowski - acompanharam Cármen Lúcia para decidir pela suspensão do pagamento. Parte deles considerou que, em tese, a Constituição não proíbe esse tipo de benefício, mas que no caso do Pará o pagamento não se justificava.
"O fundamento de ter sido governador do estado não me parece suficiente para tratamento privilegiado de uma pensão especial", disse Barroso, acrescentando que poderia haver outros motivos para a pensão.

"Eu concordo com a tese do ministro Dias Toffoli, secundada pelo ministro Barroso, de que não se pode acoimar de inconstitucional de toda e qualquer norma que assegure uma pensão, desde que tenha motivo razoável, justificação suficiente. Penso que até se poderia cogitar independente da necessidade econômica, podia ter outra causa a justificar", completou depois Zavascki.

A decisão desta quinta vale somente para o Pará e poderá servir de referência para outros casos. Ao todo, tramitam no STF onze ações que visam derrubar pensões concedidas a ex-governadores. Além do Pará, atingem os estados do Acre, Amazonas, Mato Grosso, Rondônia, Rio de Janeiro, Paraíba, Rio Gande do Sul, Piauí, Sergipe e Paraná.