***


OUÇA ABAIXO A MÚSICA DE CAMPANHA DA
DRA. JOSEANE
https://soundcloud.com/radio-coruja/jingle-da-campanha-da-dra-joseane

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

TIRIRICA DEVE SER PROCESSADO POR USAR MÚSICA DE RC

Fonte: Diário Online
 
      A editora de música Sony/ATV Music vai processar o candidato a deputado federal Tiririca (PR-SP) pelo uso não-autorizado da música "O portão", de Roberto e Erasmo Carlos, em sua propaganda no horário eleitoral.
     Na versão, o deputado canta : "Eu votei, de novo vou votar. Tiririca, Brasília é o seu lugar." O vídeo foi veiculado na noite da terça-feira (19) e novamente na tarde desta quinta (21).
Na quarta-feira (20), o Youtube retirou o vídeo do candidato de sua rede após reclamação da Sony/ATV.
      Segundo o advogado da empresa, José Diamantino, o fato de Tiririca continuar utilizando a versão da música após a notificação ao Youtube foi uma "afronta" e, por isso, a Sony/ATV vai recorrer à Justiça. A empresa detém os direitos sobre as músicas de Roberto Carlos.
     "A paródia é permitida, mas tem que estar em contexto engraçado, humorístico. Alterar uma letra de acordo com a conveniência de um candidato é mais grave que o uso da música original", argumenta o advogado.
Para o advogado Ricardo Vita Porto, que representa o PR paulista, a paródia não infringe a lei de direitos autorais.
     "O candidato não usou a música como jingle ou trilha de seu programa. Toda paródia musical altera uma letra dando a ela sentido jocoso, a lei permite isso", argumenta.
Segundo a lei de direitos autorais brasileiras, "são livres as paráfrases e paródias que não forem verdadeiras reproduções da obra originária nem lhe implicarem descrédito".

CAMINHÃO PEGA FOGO NA RODOVIA BR-316





Fonte: Diário Online.
Caminhão pega fogo na rodovia BR-316 (Foto: Rep./Twitter @edu_rossi)


Um caminhão pegou fogo nesta quinta-feira (21), na rodovia BR-316, na altura do município de Santa Isabel, na Região Metropolitana de Belém.

O incidente ocorreu na altura do quilômetro 41 da rodovia, no sentido Marituba/Castanhal. Segundo o Corpo de Bombeiros, o condutor do veículo relatou que seguia pela rodovia quando começou a notar uma fumaça saindo da frente do caminhão. Logo, chamas começaram a sair pelo painel da cabine.
O motorista tentou apagar o fogo com o extintor do veículo, mas acabou assustado. Ele desceu do veículo e acionou o Corpo de Bombeiros. Uma viatura foi ao local e conseguiu conter as chamas. Ninguém ficou ferido.
A causa do incêndio não foi definida, mas o motorista do caminhão suspeita de pane na parte elétrica.
O trânsito na via ficou congestionado, mas já está normalizado

CÂNCER MATA DESEMBARGADOR DO TJE PA

O vice-presidente do Tribunal de Justiça do Pará, desembargador Cláudio Augusto Montalvão das Neves, faleceu na manhã desta quinta-feira, 21 de agosto, em Belém. O velório será no Salão Nobre do Plenário Oswaldo Pojucan Tavares, na sede do TJPA, localizado na avenida Almirante Barroso, 3089, bairro do Souza, e o enterro está marcado para as 10h30 de amanhã, 22 de agosto, no Cemitério Recando da Saudade, após missa de corpo presente, na sede do TJPA, às 9h.
 
A Presidência do TJPA estabeleceu luto oficial no Judiciário em todo o Estado de três dias, permanecendo as bandeiras a meio mastro. O expediente forense foi suspenso no dia de hoje, assim como a contagem de prazo processual em todo o Estado.
 
Natural do Estado do Pará, nascido em Belém no dia 12 de maio de 1951, o desembargador iniciou a carreira na magistratura em 1985, após aprovação em concurso público, e chegou ao segundo grau da Justiça paraense em maio de 2006, tomando posse no cargo exatamente no dia em que completou 55 anos. “Quero colaborar, somar e aprender com meus pares, sobretudo, ser útil para a sociedade na aplicação da justiça”, disse o desembargador em seu discurso de posse. Foram 29 anos dedicados à magistratura paraense.
 
Quarto filho de uma prole de dez, do enfermeiro José Pedro Neves e da dona de casa Diva Montalvão das Neves, Cláudio Montalvão estudou o primário no Grupo Escolar Paulino de Brito, o então ginásio, no turno da noite, com bolsa de estudo, no Instituto Adventista Grão-Pará, e o estudo técnico, equivalente ao então segundo grau, em Contabilidade, no extinto Colégio Ciências e Letras. Em 1973, iniciou a vida acadêmica, ao ser aprovado para o Curso de Direito da Universidade Federal do Pará, concluído quatro anos depois.
 
Desde criança, sonhava em ser advogado. Quando menino, costumava visitar a Prefeitura Municipal de Belém e assistir aos julgamentos de Tribunal do Júri que, na década de 60, eram realizados no Palácio Antônio Lemos, sede do Executivo Municipal, que também sediava o Judiciário. O sonho virou realidade, em 1978, quando passou a exercer a advocacia, atuando, inicialmente, em todos os ramos do Direito. Escolheu, posteriormente, a área criminal, pela paixão que tinha pelos júris populares.
 
Em 1985 inicia-se sua história com a Magistratura. Aprovado em concurso público, foi nomeado para a Comarca de Chaves, seguindo depois para Paragominas, Santarém, Capanema e Belém, onde atuou na Vara Distrital de Icoaraci, sendo removido para a 2ª Vara Penal, da qual ficou à frente por 11 anos.
Na Justiça, novamente ficou evidente a sua paixão pela área criminal e pelo Júri Popular. Na 2ª Vara Penal de Belém, que após passou a ser denominada 2ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Belém, Montalvão presidiu mais de 600 julgamentos, destacando-se alguns casos de repercussão social como o do assassinato do sindicalista Expedito Ribeiro, em dezembro de 2000; do assassinato do deputado João Batista, em maio de 2001; do caso que ficou conhecido como o “Monstro do Guamá”, em novembro de 2002; do caso Rafael Lobato, condenado pela morte de dois adolescentes, em acidente de trânsito, em maio de 2004; e do caso Dorothy Stang, em dezembro de 2005.

Montalvão também exerceu, por dois mandatos seguidos (1996/1997 e 1998/1999), a presidência da Associação dos Magistrados do Estado do Pará (AMEPA) centrando as atenções no aperfeiçoamento e capacitação do magistrado. Foi vice-presidente da Associação dos Magistrados do Brasil, de 2002 a 2004, período em que a magistratura nacional voltou as atenções para os debates à cerca da reforma do Judiciário. O magistrado resolveu disputar as eleições para a presidência da entidade de classe pelo engajamento nas lutas em favor das prerrogativas da magistratura, então ameaçadas, sobretudo a referente à vitaliciedade, como forma de manutenção das conquistas já adquiridas pelos juízes.
 
Atualmente, na condição de vice-presidente, o desembargador Cláudio Montalvão presidia as Câmaras Cíveis e Criminais Reunidas, e era originário da 2ª Câmara Cível Isolada.

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

JORNAL O CIDADÃO DESTACA O FLAGRANTE DE CAÇAMBAS DO PAC DESCARREGANDO ATERRO NA CASA DA IRMÃ DE SUELY RESENDE







Élida Xavier é cunhada do prefeito Davi Resende e também Secretária municipal de Finanças.
 
Mais uma denúncia chegou esta semana no Ministério Público do Pará e na delegacia de polícia de Ulianópolis. Dois vereadores da cidade flagraram, com fotos e vídeo, o momento em que duas caçambas da prefeitura, uma delas doada pelo Governo Federal, descarregavam aterro em uma das casas da secretária municipal de finanças, Élida Xavier, irmã da ex-prefeita Suely Resende e cunhada do prefeito Davi Resende. As informações são do Blog do Evandro Corrêa.

No total, foram três graves flagrantes de improbidade administrativa e abuso de poder, registrados em menos de 15 dias. Na semana passada, o secretário de obras, Unilson Quinaipp, foi flagrado usando uma caçamba da prefeitura para descarregar aterro em um terreno de sua propriedade. Na mesma semana, duas máquinas da prefeitura foram fotografadas trabalhando no loteamento pertencente ao pecuarista Lindomar Resende, filho do prefeito Davi Resende. 

As penas para este tipo de crime, de acordo com a Lei de Improbidade, variam de afastamento de 180 dias até a perda definitiva do cargo público. Nos três casos, o secretário de obras está envolvido diretamente, porque ordenou o deslocamento dos bens públicos para fins particulares. O Prefeito Davi Resende também é o principal responsável, porque é o gestor responsável por todos os bens da prefeitura. 

As denúncias também foram apresentadas no Ministério Público em Belém, junto ao procurador de justiça, Nelson Medrado, que investiga crimes de improbidade em prefeituras. “Todas as denúncias serão apuradas. Já determinamos a abertura de inquérito”. Disse Medrado.



CRIANÇA DE 3 ANOS É RESGATADA EM REGIME DE ESCRAVIDÃO EM RURÓPOLIS



Trabalhadores tinham alojamento precário (Foto: Divulgação / Polícia Civil)Trabalhadores tinham alojamento precário (Foto: Divulgação / Polícia Civil)
Uma equipe de policiais civils e militares libertou, na última terça-feira (19), doze pessoas que eram mantido em situação de escravidão no município de Rurópolis, no sudoeste do Pará. Segundo o delegado Ariosnaldo Silva, foi encontrada até uma criança de 3 anos junto com os trabalhadores rurais, que viviam em uma área de mata fechada em uma estrada vicinal de difícil acesso da BR-230, na zona rural do município.
De acordo com os polciais, não haviam alojamentos, banheiros, água potável, pagamento de salários e comida precária. Os funcionários trabalhavam em áreas isoladas da floresta, sem transporte e atendimento de saúde em caso de emergência, e precisavam pescar para poder completar a alimentação.
Os policiais não conseguiram localizar o contratante dos trabalhadores, que é conhecido pelo apelido de "Caçador", mas um inquérito foi aberto para apurar o caso e identificar o suspeito.

BETO FARO PROMETEU PMDB DE ULIANÓPOLIS PARA DAVI RESENDE EM TROCA DE MUITA GRANA




Fazendeiro sonha em aniquilar a liderança do PMDB local na tentativa de evitar a derrota certa e humilhante nas eleições municipais de 2016.
  
Mergulhado em um oceano de lama, (até os bebuns da cidade o chamam de ladrão), o pseudo prefeito de Ulianópolis, Davi Resende Soares, em uma clara atitude de desespero, resolveu bater as portas do senador Jader Barbalho, na tentativa de se apoderar do diretório do PMDB local, que está nas mãos do ex-prefeito José Carlos Zavarize. 

É importante deixar claro que essa idéia suicida não partiu da cabeça do alcaide de Ulianópolis, e sim da mente do deputado federal Beto Faro, ( o Beto da Fetagri, petista velho conhecido da Polícia Federal por gatunagem no Incra). A “amizade” do verme petista com Davi Resende, (os dois são hoje o penico e a tampa), começou ainda nas eleições de 2012, quando o então candidato a prefeito teve que desembolsar uma fortuna para Beto Faro, (mais de 2 milhões de reais), para que o mesmo intercedesse no TRE do Pará para evitar a cassação do registro de Davi Resende. 

Em troca, além da grana violenta, Davi Resende teve que prometer apoio na campanha de Beto Faro nas eleições deste ano. Ocorre que, como as broncas eram muitas, e ainda rolam até hoje, Davi também teve que se pegar com outras raposas da política paraense, entre elas Márcio Miranda, Josué Bengtson e Flexa Ribeiro, tudo em troca de muita grana, é claro.

Agora, com as eleições as portas, Davi Resende, que obviamente não tem votos nem pra ele, (ele não se elege mais nem pra presidente de comunidade), terá que meter mais uma vez a mão no bolso para aplacar a sanha monetária dos “aliados”. E não é pouca grana não. Mesmo com todo o dinheiro que o fazendeiro já roubou da prefeitura, ainda assim não teria como bancar a campanha de todos os “companheiros”. 

Como desgraça pouca é besteira, ao perceber a situação desesperadora de Davi Resende, Beto Faro meteu na cabeça do mesmo que é possível tomar o PMDB das mãos da família Zavarize. Para tentar dar o pulo do gato, (tirar mais dinheiro do alcaide), Beto Faro “arranjou” um encontro do fazendeiro com Jader Barbalho e o filho Helder, na semana passada em Belém. 

Na conversa, Davi condicionou apoio a Helder Barbalho, (apoio financeiro é claro), a um almoço com o candidato a governador que deverá ocorrer na próxima semana em Ulianópolis, na casa de Davi Resende. ( a visita seria uma forma de enfraquecer a liderança local do PMDB, José Carlos Zavarize). 

O plano seria perfeito, não fosse por alguns pequenos detalhes, entre eles, combinar com a população, (que não quer ver o Resende nem pintado de ouro), e também combinar com as lideranças estaduais do PSDB, uma vez que a ex-prefeita Suely Resende, que até pouco tempo chamava o PMDB de “PMD bosta”, é filiada ao partido e deve fidelidade partidária ao mesmo. Se eles acham que os tucanos em Belém irão aceitar a tentativa de manobra tranquilamente, estão redondamente enganados. E quem conhece o tucanato sabe que os mesmos são vingativos e não são de levar desaforo pra casa.
  
Portanto, caros leitores, uma possível “jogada de mestre” idealizada por Davi Resende mais se assemelha a um “abraço de afogado”, uma vez que a sua situação não se resolve com sigla partidária. Como todos sabem, o câncer está no DNA da família Resende. E isto caros amigos, venhamos e convenhamos, não tem reza de nega velha que resolva.  

terça-feira, 19 de agosto de 2014

MP IMPUGNOU MAIS DE 4 MIL REGISTROS DE CANDIDATURA

Fonte: Diário Online

O Ministério Público Eleitoral (MPE) informou hoje (19) que impugnou 4.115 registros de candidatos às eleições de outubro. Do total, 497 foram com base na Lei da Ficha Limpa, que impede a candidatura de condenados em segunda instância pela Justiça. A Justiça Eleitoral recebeu mais de 25 mil pedidos de candidaturas aos cargos de deputado estadual, federal, senador, governador e presidente da República.
De acordo com o levantamento, a principal causa de impugnação foi a rejeição de contas, também prevista na Lei da Ficha Limpa. O estado com mais impugnações foi São Paulo, com 2.058 candidatos, seguido por Minas Gerais (1.308).  
O prazo para que todos os registros de candidaturas sejam julgados pelos juízes eleitorais termina na quinta-feira (21). Para estar apto a concorrer às eleições de outubro e ter o registro deferido pela Justiça Eleitoral, os candidatos devem apresentar declaração de bens, certidões criminais emitidas pela Justiça, certidão de quitação eleitoral que comprove inexistência de débito de multas aplicadas de forma definitiva, entre outros documentos, como previsto na Lei das Eleições (Lei 9.504/97).
O primeiro turno do pleito deste ano será em 5 de outubro. O segundo será no dia 26, nos casos de eleições para governador ou à Presidência da República em que o primeiro colocado não obter mais de 50% dos votos válidos, excluídos os brancos e nulos.

(Agência Brasil)

BEBÊ ABANDONADO É ENCONTRADO DENTRO DE MALA EM MARABÁ, PA

Fonte: G1 Pará

Mãe disse ao Conselho Tutelar que teve 'momento de fraqueza'.
Criança foi encaminhada para abrigo.


Um bebê de apenas um mês e um dia foi encontrado dentro de uma mala que havia sido abandonada debaixo de uma árvore, próximo à residência de uma família em Marabá, sudeste do estado na última segunda-feira (18). A criança do sexo feminino foi deixada junto com roupas de bebê e uma carteira de vacinação, onde não estava anotado o nome da mãe.
Nesta terça-feira (19) uma mulher identificada como Thairine Nunes, de 22 anos, se apresentou ao conselho tutelar alegando ser mãe da menina. De acordo com os conselheiros, ela disse estar arrependida e alegou ter abandonado a criança em um momento de fraqueza, já que o bebê seria fruto de uma relação extraconjugal.
A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso. Thairine, que tem outros três filhos, pode ser indiciada por abandono de incapaz. De acordo com a carteira de vacinação, a criança nasceu no dia 17 de julho pesando 4kg em um hospital de São Domingos do Araguaia, cidade natal da mãe da criança.
O bebê foi examinado por uma equipe dos bombeiros, e está bem de saúde. A criança foi levada para um abrigo do Conselho Tutelar, e poderá voltar para a guarda da mãe ou ser encaminhada para adoção.